Gel Fitoterápico Reduz a Dermatite Associada à Radioterapia

Estudos Científicos 10/fev/2021

Dermatites Associadas à Radioterapia

Uso Tópico de Silimarina Auxilia na Prevenção das Dermatites

O câncer de mama é a segunda neoplasia mais frequente no mundo e a mais comum entre as mulheres. A estimativa mundial aponta uma incidência de 1,7 milhões e, no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), no biênio 2018- 2019, ocorrerão cerca de 600 mil casos novos de câncer, sendo 60 mil primários de mama.

Tal modalidade terapêutica provoca, frequentemente, toxicidade cutânea mais conhecida como radiodermatite. Essas dermites são lesões definidas como um conjunto de reações cutâneas decorrentes da destruição de células basais da epiderme, provocadas por exposição à radiação ionizante necessária para eficácia da radioterapia.

A radiodermatite aguda inicia-se por volta da terceira semana de tratamento, podendo ocorrer tardiamente após 90 dias do início do tratamento e, apesar dos esforços para minimizar a dose total de radiação, cerca de 80-90% dos pacientes em tratamento radioterápico irão desenvolvê-las em algum grau, porém avalia-se que somente 10-15% em graus mais avançados (descamação úmida e ulceração).

O uso tópico de alguns fitoterápicos auxilia no manejo das dermatites associadas à radioterapia, e a silimarina, um flavonoide extraído do Silybum marianum, exibe atividades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Silimarina

A silimarina (Milk thistle – Silybum marianum L.) é um fitoterápico conhecido por suas propriedades hepatoprotetoras. Seus ativos constituem uma mistura de várias flavonolignanas chamadas de silimarina que se destacam: silibina, silicristina, silidianina, isosilicristina e outras frações não identificadas.

Propriedades Antioxidantes e Anti-Inflamatórias da Silimarina

A silibina é o principal componente e o mais responsável pelos efeitos biológicos da silimarina. Inúmeros estudos em animais e humanos ilustraram que a silimarina aumenta os níveis de glutationa e a atividade da superóxido dismutase, resultante em grande capacidade antioxidante, ‘sequestradora’ de radicais livres e inibição da peroxidação lipídica. 

Por outro lado, a silimarina mostra efeitos imunomodulatórios e suprimi a ativação dos linfócitos T afetando os mecanismos anti-inflamatórios associados com o NF-kB).


Estudo Comprova

Uso Tópico da Silimarina Auxilia na Prevenção e Tratamento da Ocorrência de Radiodermatite em Pacientes com Câncer de Mama

Um estudo clínico conduzido por Karbasforooshan et al., (2019) avaliou os efeitos de um gel de silimarina na redução da dermatite associada à radioterapia em pacientes com câncer de mama.

Para isso, 40 pacientes participaram desse estudo clínico, randomizado, duplo-cego e placebo controlado. Eles foram divididos em Grupo 1 (Gel de silimarina - Aplicação diária iniciando-se no primeiro dia da radioterapia) e Grupo 2 (Gel de placebo - Aplicação diária iniciando-se no primeiro dia da radioterapia)

A severidade da radiodermatite foi medida semanalmente através dos escores do Radiation Therapy Oncology Group (RTOG) e pelo National Cancer Institute Comnon Terminology for Adverse Events (NCI-CTCAE). 

Resultados:

ü  A média do NCI-CTCAE e do RTOG foram significativamente menores no grupo silimarina no final da terceira e da quinta semana de avaliação (p<0,05);

ü  Os escores aumentaram da dermatite aumentaram nos dois grupos durante a radioterapia, porém no grupo silimarina a radiodermatite apresentou uma taxa de progressão mais tardia;

ü  O gel de silimarina foi bem tolerado e não foram identificados efeitos adversos relevantes após a aplicação do produto.

Conclusão:

A administração profilática do gel de silimarina poderia reduzir a severidade da radiodermatite e retardar o aparecimento da radiodermatite.


Referências:

KARBASFOROOSHAN, H. et al. Topical silymarin administration for prevention of acute radiodermatitis in breast cancer patients: A randomized, double-blind, placebo-controlled clinical trial. Phytother Res. 2019 Feb;33(2):379-386. 


à Essa tecnologia pode ser encontrada em farmácias de  manipulação.


Distúrbios de Estresse e Ansiedade

Curso ao vivo sobre Distúrbios do Estresse e Ansiedade para farmácias magistrais e prescritores

Inscreva-se

Autor(a)

Equipe Técnica Consulfarma
Equipe Técnica Consulfarma
Conhecimento

Nossa equipe quer muito dividir conhecimento com você, por isso postaremos por aqui assuntos relevantes para compartilhar tudo aquilo que é relevante para o mercado magistral. Aproveite!

Compartilhe este Post
Consulfarma Ads