Coenzima Q10 Melhora Marcadores Inflamatórios em Pacientes com Câncer de Mama

Estudos Científicos 29/mar/2021

Entenda como o ativo atua no tratamento das pacientes diagnosticadas com a doença

Câncer de Mama

Propriedades da Coenzima Q10

O câncer de mama é o câncer em mulheres mais prevalente e a maior causa de morte em mulheres de meia-idade. Existem diferentes tipos de câncer de mama, principalmente determinados pela expressão de receptores de estrogênio (RE) e receptor 2 do fator de crescimento epidérmico humano 2 (HER2).

Citocinas

Podem apresentar efeitos promotores de tumor e inibidores do crescimento do câncer de mama, dependendo presumivelmente de suas concentrações relativas e da presença de outros fatores moderadores.

IL-6: Citocina pleiotrópica com efeitos inibitórios ou promotores de tumor. Referindo-se aos níveis séricos de IL-6 dos pacientes com câncer de mama, evidências o indicaram como preditor negativo.

IL-8: Capacidade notável de funcionar como um biomarcador do prognóstico do câncer via autócrina e parácrina. A IL-8 é altamente expressa em tumores de mama RE, mas aumenta a invasividade e o potencial metastático das células de câncer de mama RE- e RE+.

VEGF: A angiogênese é crucial para o crescimento do tumor. O VEGF é uma das citocinas angiogênicas mais potentes. Pesquisadores mostraram que o VEGF sérico tem uma sensibilidade maior (62,1%) na detecção de câncer de mama do que os marcadores tumorais atualmente utilizados, CA15-3 (13,6%) e CEA (10,3%), com especificidade de 74%.

Coenzima Q10

A coenzima Q10 (CoQ10) é uma molécula lipofílica protetora, sintetizada em células humanas sob o controle do HMG CoA redutase e desempenha um papel na produção de ATP como transportador de elétrons na cadeia respiratória.

Uma das propriedades anti-inflamatórias de CoQ10 é realizada através da redução da secreção de Citocinas inflamatórias. Estudos demonstraram a eficácia da CoQ10 associado a outros nutrientes na redução dos níveis séricos de IL-1ß, IL-6, IL-8, TNF-a e VEGF após 90 dias.


Estudo Comprova

Coenzima Q10 Melhora Marcadores Inflamatórios em Pacientes com Câncer de Mama

Esse estudo clínico, duplo-cego, placebo-controlado e randomizado avaliou a eficácia da coenzima Q10 em marcadores inflamatórios em pacientes com câncer de mama sob tratamento com tamoxifeno (ZAHROONI; HOSSEINI; AHMADZADEH; AHMADI ANGALI et al., 2019).

Resultados:

ü  A suplementação com coenzima Q10 demonstrou reduzir significativamente os níveis séricos de IL-8 e IL-6 comparado ao placebo. O grupo de pacientes que recebeu o suplemento apresentou maior redução dos níveis séricos de citocinas comparado ao grupo placebo.



Referências:

ZAHROONI, N.; HOSSEINI, S. A.; AHMADZADEH, A.; AHMADI ANGALI, K. et al. The Effect of Coenzyme Q10 Supplementation on Vascular Endothelial Growth Factor and Serum Levels of Interleukin 6 and 8 in Women with Breast Cancer: A Double-Blind, Placebo-Controlled, Randomized Clinical Trial. Ther Clin Risk Manag, 15, p. 1403-1410, 2019.


à Essa tecnologia pode ser encontrada em farmácias de  manipulação.

Distúrbios da Enxaqueca

Curso ao vivo sobre Distúrbios da Enxaqueca para Médicos de todas as especialidades, nutricionistas, farmacêuticos, gestores de farmácias magistrais, fisioterapeutas, dentistas, biomédicos, entre outros profissionais que têm contato com o público sujeito a episódios de enxaqueca.

Inscreva-se

Autor(a)

Equipe Técnica Consulfarma
Equipe Técnica Consulfarma
Conhecimento

Nossa equipe quer muito dividir conhecimento com você, por isso postaremos por aqui assuntos relevantes para compartilhar tudo aquilo que é relevante para o mercado magistral. Aproveite!

Compartilhe este Post
Consulfarma Ads
Copyright © 2021 - Todos os Direitos Reservados. Confira nossa política de privacidade