Tratamento para a Peritonite Infecciosa Felina

Estudos Científicos 07/abr/2021

Conheça mais sobre essa doença que atinge os gatos

Peritonite Infecciosa Felina

Características

A peritonite infecciosa felina (PIF) é uma das doenças infecciosas fatais mais importantes dos gatos, cuja patogênese ainda não foi totalmente revelada (KIPAR; MELI, 2014).


Mutações

Um biótipo menos virulento resulta em outro biótipo mais patogênico capaz de causar PIF (MYRRHA; SILVA; VIDIGAL; RESENDE et al., 2019).


Processos da Infecção


1.    A infecção ocorre através da ingestão ou inalação das partículas virais sob condições de contato íntimo, especialmente pela via oro-fecal (CASAGRANDE; DAMBRÓS, 2016);

A doença está associada a uma falha na resposta imune celular do hospedeiro frente à infecção.


2.    A ativação de monócitos e macrófagos leva diretamente às características patológicas da PIF, incluindo vasculite, derrame da cavidade corporal e lesões inflamatórias fibrinosas e granulomatosas (KIPAR; MELI, 2014).

 

Epidemiologia

à Gatos jovens ou com idade mais avançada são mais propensos a desenvolver PIF devido à imaturidade e à deficiência do sistema imunológico;

à A superpopulação é um fator importante, visto que animais que vivem em grupos, como abrigos e gatis, são mais susceptíveis pela maior contaminação viral.

 

Diagnóstico

Uma vez que há outras enfermidades que apresentam forma clínica semelhante, a PIF é uma doença de difícil diagnóstico, sendo necessária uma variedade de exames laboratoriais (CASAGRANDE; DAMBRÓS, 2016).


Peritonite Infecciosa Felina

Controle, Prevenção e Tratamento

O aparecimento da doença e as diferentes formas clínicas (efusiva ou não efusiva) dependem da eficiência da imunidade celular.

 

Controle e Prevenção

Embora o vírus seja instável e susceptível aos desinfetantes, estudos comprovam que o vírus pode permanecer viável no ambiente entre duas e sete semanas (SPARKES, 2006).

A contaminação do ambiente com pequenas partículas de material da caixa de excreta é uma importante fonte de infecção.,


1.   Medidas básicas de controle da PIF incluem desinfecção das gaiolas, pisos, vasilhas sanitárias e fômites com hipoclorito de sódio diluído em água, juntamente com a higiene das pessoas que manejam os gatos.

2.    O manejo sanitário integrado a grandes populações de gatos, incluindo-se o controle de doenças imunossupressoras, a diminuição do estresse ambiental enriquecimento inespecífico dos padrões higiênicos são formas objetivas de controle da doença (CASAGRANDE; DAMBRÓS, 2016).


Tratamento

Como o PIF é uma doença imunomediada, o tratamento visa principalmente controlar a resposta imune desencadeada pela infecção.

 

à Drogas imunossupressoras, como prednisona ou ciclofosfamida, podem retardar a progressão da doença, mas não produzem cura (KIPAR; MELI, 2014);

à Os melhores candidatos para terapia clínica paliativa são os gatos ativos que se alimentam e exibem boa condição corporal.


Referências:

CASAGRANDE, T.; DAMBRÓS, D. M. Peritonite Infecciosa Felina  :   Relato de dois casos clínicos. Rev. Ciênc. Cidadania 2016.

 

à Essa tecnologia pode ser encontrada em farmácias de  manipulação.

Distúrbios da Enxaqueca

Curso ao vivo sobre Distúrbios da Enxaqueca para Médicos de todas as especialidades, nutricionistas, farmacêuticos, gestores de farmácias magistrais, fisioterapeutas, dentistas, biomédicos, entre outros profissionais que têm contato com o público sujeito a episódios de enxaqueca.

Inscreva-se

Autor(a)

Equipe Técnica Consulfarma
Equipe Técnica Consulfarma
Conhecimento

Nossa equipe quer muito dividir conhecimento com você, por isso postaremos por aqui assuntos relevantes para compartilhar tudo aquilo que é relevante para o mercado magistral. Aproveite!

Compartilhe este Post
Consulfarma Ads
Copyright © 2021 - Todos os Direitos Reservados. Confira nossa política de privacidade