Importância da Alimentação Correta para Animais de Estimação

Estudos Científicos 19/abr/2018

As rações deixaram de ser unanimidade na nutrição dos pets; alimentos funcionais são maior tendência

A preocupação com a alimentação dos animais de estimação tem aumentado nos dias de hoje. Os donos visam uma nutrição completa e balanceada para seus companheiros, com todos os ingredientes e produtos adequados para garantir a saúde dos animais.

O processo de alimentação dos animais evoluiu nas últimas décadas. Antes, nos anos 70 e 80, era comum que a maioria dos pets fosse alimentada com restos de comida dos donos. Depois, com a chegada das rações e o seu constante aprimoramento, criaram-se marcas de ração com qualidade cada vez mais apuradas.  

Há pessoas que fazem alimentação caseira, sadia e equilibrada para seus animais, com grande variedade e qualidade de produtos, diminuição de aditivos químicos e alta palatabilidade. Além disso, há cada vez mais conhecimento sobre os alimentos funcionais.

Alimento funcional é todo alimento ou ingrediente seguro para consumo que, além das funções nutricionais básicas, quando consumido como parte da dieta usual, produz efeitos metabólicos, fisiológicos e ou efeitos benéficos à saúde. Esses alimentos também são chamados de nutracêuticos ou alimentos nutricionais. Eles ajudam na promoção da saúde, equilíbrio alimentar e podem também diminuir os riscos de algumas doenças, com ação também nos humanos. https://wp.ufpel.edu.br/nutricaoanimal. Acesso em 22/03/18
Os alimentos podem ser formulados ou modificados conforme as necessidades ou ainda incorporados a substâncias com um propósito especifico, tais como adição de pré e probióticos, vitaminas, minerais, Ômega 3, aminoácidos etc.

No caso de algumas patologias específicas, a alimentação deve ser muito bem indicada e obedecida, pois a saúde do animal também dependerá da alimentação. Deve ser feito o controle com o acompanhamento de um veterinário, que irá recomendar uma dieta balanceada. Essa dieta inclui uma fonte de proteínas, carboidratos, fibras e outros.

Temos que ficar muito atentos também, pois alguns alimentos nunca devem ser oferecidos aos animais, como: chocolate, cebola, uvas, doces, laticínios, nozes e castanhas. A ingestão destes pode levar a intoxicações fatais.

Procure seu médico veterinário de confiança.

Autor(a)

Vanessa Gonçalves
Vanessa Gonçalves
Médica Veterinária e Coordenadora Vet Consulfarma

Médica Veterinária Clínica. Atua como Consultora Técnica na Área de Farmácia Magistral há mais de 16 anos, sendo 20 anos no total de experiência como veterinária. Palestrante na área Farmacêutica com expertise em Manipulação Magistral Veterinária. Palestrante na área Veterinária com ênfase em Clinica Médica Veterinária. Especialista em Dermatologia Veterinária com pós-graduação no Instituto Qualittas. Pós-graduada em Cosmetologia Clinica pelo IPUPO, em Nutrição e Ortomolecular pela SBE. É Palestrante de vídeo-aulas e Cursos pela Consulfarma Assessoria Farmacêutica. Sua metodologia é completa por ser veterinária há mais de 20 anos (compreendendo a rotina de quem recebe visitadores médicos). Nos Laboratórios Consulfarma é coordenadora de projetos técnicos-veterinários, está se graduando em farmácia e ser tutora de pets - Por isso, Vanessa compreende as demandas dos pacientes, dos médicos veterinários, das farmácias de manipulação e a inovação científica. CRMV 12536. São quatro pós-graduações e em breve uma segunda graduação, presente em seu trabalho carregando como missão o compromisso de ajudar na qualidade de vida dos animais, e traz como propósito de vida a inovação constante do mercado magistral.

Compartilhe este Post
Copyright © 2021 - Todos os Direitos Reservados. Confira nossa política de privacidade