Imunomodulador em Cães e Gatos Suplementação com Betaglucanos Promove Benefícios Imunomoduladores

Estudos Científicos
03/nov/2021

Betaglucanos
Características e Modo de Ação


ß-glucanos são polissacarídeos constituintes estruturais da parede celular de leveduras, fungos e alguns cereais, que se diferenciam pelo tipo de ligação presente entre as unidades de glicose. 

Uma importante fonte destes polissacarídeos é a parede celular de Saccharomyces cerevisiae, uma levedura amplamente empregada em processos industriais de fermentação. 

 ß-glucano é considerado um modificador da resposta biológica devido ao seu potencial imunomodulador, pois ao ser reconhecida por receptores celulares específicos tem habilidade de realçar a resposta imune do hospedeiro

Outros efeitos benéficos como anticarcinogênico, antimutagênico, hipocolesterolêmico e hipoglicêmico também têm sido relacionados à ß-glucana (MAGNANI; CASTRO-GOMÉZ, 2008).

Ação e Características

A ação de derivados de levedura tem sido bastante avaliada, especialmente da fração betaglucano, um potente imunomodulador, com ação já demonstrada em cães e gatos, sendo benéfico no tratamento de algumas doenças.

A parede celular de leveduras, como a Saccharomyces cerevisiae, é constituída principalmente por mananoproteínas, ß-1,3 e ß-1,6-glucano e quitina.


Manonoproteínas e sua porção de carboidrato (alfa-d-manano): Responsáveis pelo reconhecimento e interações célula-célula, interações com o meio e determinam a especificidade antigênica da levedura.

Betaglucanos e a quitina: Responsáveis pela rigidez da parede celular (BEYNEN; E, 2010; ZAINE, 2010; ZAINE; MONTI; VASCONCELLOS; CARCIOFI, 2014).


Síntese Proteica

Pisou na academia e já pensa em hipertrofia? Entenda a síntese proteica para o atleta.

Baixe agora o miniformulário!

Preencha o formulário abaixo para fazer download do material

Ao baixar este material você concorda com nossas Políticas de privacidade
A Consulfarma solicita sua coleta de dados para identificação do usuário com a finalidade de entrarmos em contato para fornecermos mais detalhes relacionados ao tema do material gratuito, com base-legal por legítimo interesse conforme a nova lei LGPD. Estes dados não serão utilizados para envio de SPAM.

Estudo Comprovam

Betaglucanos são Eficazes em Cães e Gatos


Evidências em Cães:

1.Pesquisadores avaliaram o uso de betaglucano por quatro semanas e encontraram efeitos sobre a imunidade humoral, com aumento de IgM sérica e diminuição de IgA no soro e nas mucosas; 

2.Outro estudo observou seus efeitos sobre parâmetros imunológicos específicos e não-específicos na espécie canina, com o uso de uma solução concentrada deste suplemento, a qual foi fornecida a filhotes de cães de várias raças. Foi notado aumento de parâmetros imunológicos inespecíficos, tais como atividade funcional de fagócitos e linfócitos,

3.A inclusão de betaglucanos em alimento extrusado para cães, foram notados efeitos sobre a imunidade. Foi verificado que animais que receberam esta substância tiveram aumento nas subpopulações linfocitárias de células T totais (CD5+), T helper (CD5+, CD4+), T citotóxicos (CD5+, CD8+) e linfócitos B (CD45+, CD21+), aumento na resposta de hipersensibilidade tardia a inoculação de vacina polivalente e aumento na produção da citocina TNF-a em sobrenadante de cultura celular de mononucleares de sangue periférico;

 4.Pesquisadores estudaram a suplementação de betaglucano em cães com osteoartrite e notaram que os animais tiveram melhora no grau de atividade e redução no grau de claudicação e dor. Os autores sugerem que o composto possa inibir a degradação do colágeno na matriz da cartilagem, com redução da inflamação e sensação de dor; 

5.Pesquisadores avaliaram o uso de uma ração contendo betaglucano em pacientes com doença inflamatória intestinal e encontraram melhora no quadro inflamatório após seis semanas de ingestão, com redução significativa dos sinais clínicos.

Evidências em Gatos:

 1.Gatos que apresentavam quadro de gengivite receberam petiscos contendo betaglucano. Os autores notaram redução da inflamação pela análise de citocinas e redução da perda de osso alveolar, apesar de não terem verificado melhora clínica no quadro, pois o edema e eritema não foram reduzidos pela suplementação (BEYNEN; E, 2010; ZAINE, 2010; ZAINE; MONTI; VASCONCELLOS; CARCIOFI, 2014)

Evidências em Gatos



Autor(a)

Equipe Técnica Consulfarma
Equipe Técnica Consulfarma
Conhecimento

Nossa equipe quer muito dividir conhecimento com você, por isso postaremos por aqui assuntos relevantes para compartilhar tudo aquilo que é relevante para o mercado magistral. Aproveite!

Compartilhe este Post
Consulfarma Ads
Copyright © 2021 - Todos os Direitos Reservados. Confira nossa política de privacidade