Uso de Vitamina D em Pacientes com Migrânea

Ativos
01/set/2021

Reduz a Concentração de Neuropeptídeos Associados com a Intensidade dos Episódios de Migrânea

 Uso de Vitamina D em Pacientes com Migrânea 

Diminui a Liberação de Mediadores Inflamatórios e Melhora Biomarcadores Associados com a Intensidade das Dores de Cabeça

 

A migrânea é uma doença crônica, paroxística e neurovascular comum que afeta aproximadamente 14% da população mundial. É causada por uma hiperexcitabilidade neuronal com alteração da percepção da dor e pode afetar significativamente a qualidade de vida, o funcionamento social e a produtividade dos indivíduos.


Fisiopatologia da Migrânea

A fisiopatologia da migrânea envolve uma vasta gama de mecanismos que incluem: depressão cortical, ativação das vias trigeminovasculares e disfunção vascular sistêmica. Existe também a ação de diferentes neuropeptídeos, tais como:  peptídeo relacionado ao gene da calcitonina (CGRP) e o peptídeo ativador da adenilato ciclase pituitária (PACAP) apresentam propriedades vasoativas e são liberados durante os ataques de migrânea. Esses neuropeptídeos ativam o sistema trigeminovascular e subsequente pode induzir a liberação de mediadores inflamatórios, vasodilatação e extravasamento plasmático. Todos esses fatores contribuem para o início dos ataques de migrânea.


Tratamento com Vitamina D3

A deficiência de vitamina D tem sido associada a um grande número de desordens dolorosas, incluindo as dores de cabeça. Em geral, a insuficiência dessa vitamina pode ocorrer devido aos seguintes fatores: inadequada exposição solar ou ingestão não suficiente e variações genéticas no metabolismo da vitamina D. A suplementação de vitamina D3 pode reduzir o número de ataques de dor de cabeça, diminuir a necessidade de consumo de analgésicos e atenuar a intensidade e a duração das dores de cabeça. Também observa-se que essa vitamina pode suprimir a neuroinflamação na migrânea, diminuindo os níveis de óxido nítrico sintase indutível (iNOS) e provavelmente interleucina (IL-6).


 

Álcool em Gel e suas Associações

O álcool em gel nas concentrações apropriadas representa um antisséptico de baixo custo, extremamente rápido e eficaz para reduzir o número de micro-organismos encontrados na pele.

Você sabe quais ativos podem ser associados em sua formulação? Descubra formulações com efeito clareador, antiaging  e antipoluição.

BAIXE agora o E-book gratuito!

Preencha o formulário abaixo para fazer download do material

Ao baixar este material você concorda com nossas Políticas de privacidade
A Consulfarma solicita sua coleta de dados para identificação do usuário com a finalidade de entrarmos em contato para fornecermos mais detalhes relacionados ao tema do material gratuito, com base-legal por legítimo interesse conforme a nova lei LGPD. Estes dados não serão utilizados para envio de SPAM.



Estudo Comprova

Suplementação de Vitamina D Melhora os Escores que Medem as Desabilidades Associadas com a Migrânea e Reduz os Níveis do CGRP

 

Estudo conduzido por Ghorbani et al. (2020) investigou o uso de vitamina D3 em pacientes com migrânea.


Resultados:

® A média de idade no grupo tratado com vitamina D foi de 37 anos e no grupo 2 de 38 anos;

® A suplementação com vitamina D resultou em significativa melhora nos escores do MIDAS após 12 semanas de intervenção (21,49) comparado com o placebo (31,16) – p=0,016;

® Os níveis do CGRP apresentaram diminuição significativa no grupo tratado com a vitamina D (153,26 ng/l) quando comparado com os pacientes tratados com placebo (188,35 ng/l) – p=0,022.

 

Conclusão:

A suplementação de vitamina D em indivíduos com migrânea, particularmente aqueles com aura, pode potencialmente melhor os episódios de dores de cabeça e também de outras desabilidades. A suplementação também pode atenuar os níveis do CGRP. A vitamina D com base nos resultados pode ser usada potencialmente em pacientes com migrânea.


Referências 

GHORBANI, Z. et al. The effects of vitamin D supplementation on interictal serum levels of calcitonin gene-related peptide (CGRP) in episodic migraine patients: post hoc analysis of a randomized double-blind placebo-controlled trial. J Headache Pain. 2020 Feb 24;21(1):22.

Autor(a)

Equipe Técnica Consulfarma
Equipe Técnica Consulfarma
Conhecimento

Nossa equipe quer muito dividir conhecimento com você, por isso postaremos por aqui assuntos relevantes para compartilhar tudo aquilo que é relevante para o mercado magistral. Aproveite!

Compartilhe este Post
Consulfarma Ads
Copyright © 2022 - Todos os Direitos Reservados. Confira nossa política de privacidade